logo

Programa Dê a Mão para o Futuro

Dúvidas? Clique aqui.

O Programa “Dê a Mão para o Futuro” Reciclagem, Trabalho e Renda foi desenvolvido pela ABIHPEC, como uma alternativa viável para suas associadas, a fim de atender a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, que contempla as questões ambientais, de responsabilidade compartilhada e inclusão social, pontos considerados essenciais para as indústrias do setor. A inciativa é realizada em parceria com a Associação Brasileira das Indústrias de Produtos de Limpeza e Afins (ABIPLA) e com a Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias (ABIMAPI).

Inicialmente, o programa piloto foi implantado no Estado de Santa Catarina, nas cidades de Florianópolis, Joinville, Blumenau e São Bento do Sul. Posteriormente, e, ainda antes da publicação da PNRS, atendendo às leis estaduais, o programa ampliou o seu raio de ação e passou a ser realizado em diversos municípios do Rio de Janeiro, Paraná e São Paulo. Atualmente o processo de implantação ocorre em Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Amazonas, Mato Grosso do Sul e Pernambuco. A meta é implantar o programa em cerca de 120 municípios, em doze Estados da federação até o ano de 2017.

OBJETIVOS

O Programa Dê a Mão para o Futuro busca atender os seguintes objetivos:

  • Colaborar com a melhoria do panorama nacional em relação à correta destinação de resíduos sólidos urbanos, ajudando a reduzir o volume de materiais recicláveis que seriam destinados aos aterros.
  • Viabilizar a reciclagem das embalagens pós-consumo por meio de ampliação e melhoria da coleta, triagem, beneficiamento, valorização e comercialização.
  • Desenvolver ações destinadas a apoiar programas de geração de trabalho e renda e que promovam a inclusão social, a melhoria das condições de trabalho e qualidade de vida dos catadores de materiais recicláveis, desenvolvendo Programas integrados e sustentáveis.
  • Oferecer aos geradores de resíduos sólidos (toda a sociedade), uma opção adequada de gerenciamento de seus resíduos.
  • Oferecer aos recicladores e/ou indústrias transformadoras, matérias-primas devidamente coletadas e processadas.